Google+ Followers

29 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO!

Aprendemos que, por pior que seja um problema ou uma situação, sempre existe uma saída. Aprendemos que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar. Aprendemos que perdemos tempo nos preocupando com fatos que muitas vezes só existem na nossa mente. Aprendemos que é necessário um dia de chuva para darmos valor ao Sol, mas se ficarmos expostos muito tempo, o Sol queima.


Aprendemos que heróis não são aqueles que realizam obras notáveis, mas os que fizeram o que foi necessário e assumiram as consequências dos seus atos. Aprendemos que não importa em quantos pedaços o nosso coração está partido, o mundo não vai parar para nós o consertarmos.

Aprendemos que amar não significa transferir aos outros a responsabilidade de nos fazer felizes. Cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos. Aprendemos que o que faz diferença não é o que temos na vida, mas QUEM nós temos. E que boa família são os amigos que escolhemos. Aprendemos que as pessoas mais queridas podem às vezes nos ferir. E talvez não nos amem tanto quanto nós gostaríamos, o que não significa que não amem muito, talvez seja o máximo que conseguem.


Aprendemos que o tempo é precioso e não volta atrás. Por isso, não vale a pena resgatar o passado. O que vale a pena é construir o futuro. O nosso futuro ainda está por vir. Então, aprendemos que devemos descruzar os braços e vencer o medo de partir em busca dos nossos sonhos. Todo mundo costuma repetir: "Ano Novo, vida nova". Mas até que ponto sabemos realmente medir o peso desta afirmação e a colocamos em prática?


Se no ano que passou você não conseguiu atingir as suas metas, concretizar sonhos, acumulou mágoas e não superou desafios inesperados, agora é a hora de abrir as janelas da mente e do coração para o futuro.É importante captar mensagens externas e não se esquecer de olhar para dentro de si, porque o caminho para uma vida nova passa por nosso universo interior. A mutação de seu momento atual depende de você, do seu trabalho mental, em acreditar e realizar. Ninguém poderá fazer isso por você. A ajuda pode, sim, vir de fora, mas o impulso deve partir de você. Independentemente de sua situação atual.


Em primeiro lugar, questione com honestidade: "Eu realmente quero mudar a minha vida?". Se a sua resposta for afirmativa, então é hora de mexer-se porque o ano novo está aí. Para que isto dê realmente certo, é necessário se permitir mudar. O próximo passo é derrubar aquelas barreiras internas, como o preconceito consigo próprio, o medo, a inveja e o rancor. E, não se esqueça, o mundo ao seu redor apenas reflete o que você é.

Feliz Ano Novo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores